Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemail

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Grade do FIG será divulgada até 22 de junho

Descrição da imagem
A programação completa do 22º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) será divulgada até o dia 22 de junho. A coordenação geral do evento trabalha na contratação dos artistas e na formatação de ações especiais que irão acontecer este ano, através de uma grade composta por convidados e nomes inscritos na convocatória do festival.

Uma das novidades será a temática social do FIG, que tem como pilares a questão da Sustentabilidade, Acessibilidade e Empreendedorismo. Neste sentido, por exemplo, os vários polos do festival estarão identificados com uma decoração que ressalta, em cada um deles, as cores da reciclagem.

Serão mais de 20 polos de programação, espalhados pela cidade de Garanhuns, incluindo locais descentralizados (como a comunidade quilombola Castainho e comunidades da periferia que recebem shows, além de atrações do projeto Um Caminhão de Cultura), e contará com atividades das mais diferentes linguagens culturais, como música, cinema, literatura, artes visuais, fotografia, cultura popular, moda e design, artes plásticas, teatro, dança, circo, artesanato, patrimônio, além de ações de formação cultural. Com uma ação crescente ao longo dos anos, a literatura este ano terá um local de destaque no FIG, que será a Praça da Palavra.

O FIG será realizado entre os dias 12 e 21 de julho de 2012, pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura e da Fundarpe.
Fonte: Fundarpe

12ª Fenapi - Feira de Negócios de Balneário Piçarras.





13_06_2012_fenapi_1Muita música, gastronomia e atrações culturais vão marcar o início da temporada de inverno no litoral norte de Santa Catarina. Entre 05 e 08 de julho a 12ª Feira de Negócios e Atrações de Balneário Piçarras (Fenapi) vai agitar as noites de frio e atrair a atenção de moradores e visitantes de toda a região.
Na agenda de shows, o samba de Jorge Aragão, o rock do Nenhum de Nós, a música caipira de raiz de Sérgio Reis e o sertanejo universitário da dupla Léo & Giba estão confirmados para o placo principal.
Uma estrutura com mais de 10mil metros quadrados vai transformar o entorno do Ginásio Aurélio Solano de Macedo em um complexo com quatro pavilhões, que devem receber um público estimado em mais de 30mil pessoas. Além dos shows nacionais, o público poderá conferir de perto a Feira Comercial e a área gastronômica com diversas atrações culturais durante toda a programação.
Desde que foi retomada, em 2009, a Fenapi tem recebido ano a ano uma média de público maior. Para a secretária de turismo, cultura e esporte, Flávia Coradini, o acesso gratuito para todas as atrações tem ajudado a atrair mais visitantes para o evento “Procuramos sempre diversificar ao máximo as atrações para que a Fenapi seja uma festa popular, com atrações de qualidade e aberta a todos”, comenta.
Fonte: Fenapi.Net

Dominguinhos e Santanna são atrações do Parque Dona Lindu neste fim de semana

Este é o segundo ano que o espaço recebe programação junina


Na Zona Sul, o Parque Dona Lindu, em Boa Viagem, tem programação junina com apresentações de quadrilhas e shows de grandes nomes da música nordestina como Dominguinhos e Santanna. Incorporado com sucesso no ano passado ao Ciclo Junino, o Parque projetado por Oscar Niemeyer deve atrair diversas famílias para curtir os festejos juninos à beira-mar.

Neste sábado (16), o Parque Dona Lindu recebe o show de Santanna, O Cantador. Nascido em Juazeiro do Norte (CE) o cantor sempre teve grande admiração por Luiz Gonzaga, que conheceu em 1984. O fã tornou-se amigo particular e participou de vários shows do Reio do Baião, fazendo abertura e vocal. A noite de forró começa às 18h, com o trio de forró pé-de-serra Super Pop e show de Roberto Cruz.

No domingo (17), a programação começa mais cedo, às 17h com apresentações de quadrilhas infantis e adultas. Às 18h, sobe ao palco o trio de forró pé-de-serra Pop Dance. Às 19h, é a vez do grupo Sá Grama mostrar sua sonoridade bem trabalhada, constituída por instrumentos acústicos que buscam o máximo de efeitos sonoros, numa fusão de sopros, cordas dedilhadas e percussão.

Às 20h30, sobe ao palco Dominguinhos, um dos artistas mais queridos do país, considerado como o discípulo que inovou a arte do mestre Luiz Gonzaga. Dominguinhos deu à sanfona sotaques novos. Não abandonou o baião do seu padrinho musical, que conheceu em 1950, mas também não deixou de passear em outras "praias" da música brasileira.

Como autor, Dominguinhos gravou com quase todos os nomes da MPB, tendo canções como “Eu Só Quero Um Xodó” (Dominguinhos/Anastácia), “Gostoso Demais” (Dominguinhos/Nando Cordel), “Lamento Sertanejo” (Dominguinhos/Gilberto Gil), “De Volta Pro Aconchego” (Dominguinhos/Nando Cordel), “Isso Aqui Ta Bom Demais” (Dominguinhos/Nando Cordel), “Tantas Palavras” (Dominguinhos/Chico Buarque).

O Parque Dona Lindu é um dos seis polos do Ciclo Junino 2012. O espaço de lazer receberá show até o dia 24 de junho. Já nos demais pontos de arraial da capital, a festa continua até o dia 30 deste mês. 

Fonte ASSCOM PCR

Herbert Lucena é atração do Pátio de São Pedro nesta sexta-feira



O caruaruense foi um dos grandes vencedores do 23º. Prêmio de Música Brasileira deste ano

Nomes tradicionais e novos artistas de nossa cultura estarão no Pátio de São Pedro, nesta sexta-feira (15), garantindo a festa no palhoção coberto montado pela Prefeitura do Recife para o Ciclo Junino. A noite de festa, que começa às 20h, com o grupo Encanto e Poesia recebe, às 21h o caruaruense Herbert Lucena. O cantor e compositor foi um dos grandes vencedores da 23ª edição do Prêmio da Música Brasileira, deste ano.

Herbert ganhou nas categorias Cantor Regional, Melhor Álbum e Projeto Visual, com o álbum “Não Me Peçam Jamais Que Eu Dê de Graça Aquilo Que Eu Tenho Para Vender. Logo depois, é a vez de Jurandy da Feira mostrar o seu forró”. Ele, que conheceu o Rei do Baião em 1973, compôs algumas canções em parceria, sendo uma das mais famosas Nos cafundó de Bodocó, gravada por Luiz Gonzaga no LP Capim novo em 1976. Encerrando a noite, a voz vigorosa, marcante e brejeira de Nádia Maia, uma das atrações mais conhecidas dos festejos juninos no Recife. 
 
No sábado (16), a animação começa mais cedo, às 19h com apresentação de quadrilhas infantis e adultas. Abrindo os shows, às 20h, sobe ao palco Muniz do Arrasta-pé mostrando as canções de seu quarto CD, Nordestinamente Feliz, com 15 faixas em homenagem ao centenário de Luiz Gonzaga. A noite contará, ainda, com apresentações de André Macambira, Anchieta Dali e Paulinho Leite.
Fonte: ASSCOM PCR

Pernambucano leva três troféus do Prêmio da Música Brasileira 2012

    Hebert Lucena, músico caruaruense (Foto: Divulgação/Prefeitura do Recife)A noite da cerimônia do 23º Prêmio da Música Brasileira, que aconteceu no Theatro Municipal, no Centro do Rio de Janeiro, na quarta-feira (13), foi de reconhecimento para os pernambucanos. O cantor Herbert Lucena, a banda Mundo Livre S/A e o álbum "Iluminado", de Dominguinhos, foram premiados durante a noite, que também foi de homenagem ao compositor mineiro João Bosco, que completa 40 anos de carreira em 2012.

Herbert Lucena foi o grande premiado da noite, junto ao rapper Criolo (Foto: Divulgação/Prefeitura do Recife)Recifense, mas criado em Caruaru, no Agreste do estado, Herbert Lucena levou três das quatro categorias em que estava concorrendo no Prêmio da Música Brasileira 2012. O projeto "Não me peçam jamais que eu dê de graça tudo aquilo que eu tenho para vender" deu a Lucena o título de melhor cantor regional, além de ser consagrado como melhor álbum regional. O trabalho venceu ainda a categoria projeto visual, de Evandro Borel.

“Fiquei muito feliz, não esperava ganhar os prêmios. Eu não esperava nem mesmo as quatro indicações, foi tudo uma surpresa. Faz muito tempo que trabalho com música e essa agora é uma oportunidade de mostrar o trabalho fora do Recife e Caruaru, de tomar uma extensão maior e não ficar restrito à região”, contou Herbert Lucena, em conversa com o G1, por telefone.
O único prêmio a que o artista pernambucano concorria e não levou foi na categoria “Revelação”, que ficou com o rapper Criolo, de São Paulo. Junto ao paulista, Herbert Lucena foi o grande premiado da noite, ficando com três troféus. Artistas como Marisa Monte, Dori Caymmi, Chitãozinho & Xororó e Arlindo Cruz também foram premiados.

Para Lucena, que volta do Rio de Janeiro ainda nesta quinta para fazer um show na sexta-feira (15) no Pátio de São Pedro, no Recife, o prêmio pode dar um impulso ainda maior para a carreira dentro de Pernambuco. “A gente tem o apoio de certos órgãos, mas com um prêmio como esse, o nosso trabalho se torna mais abrangente. Não podemos exigir o reconhecimento do seu trabalho se não houver divulgação. A partir de agora, minha música terá um acesso bem maior, com interesse do publico”, comemorou.
Fred 04 recebeu prêmio pela Mundo Livre S/A (Foto: Wagner Meier / G1)Fred 04 recebeu prêmio pela Mundo Livre S/A
(Foto: Wagner Meier / G1)
O projeto "Não me peçam jamais que eu dê de graça tudo aquilo que eu tenho para vender" possui canções que unem o tradicional coco ao blues, com piano, violino e violoncelo. O disco e o vinil duplo possuem, no encarte, mais de 40 páginas, que dividem o espaço entre as letras das músicas e as fotografias de Marcelo Soares, que mostram 15 artistas e suas respectivas obras. Entre eles, nomes como Derlon Almeida e João do Pife de Caruaru.

Na noite de premiação, o disco “Novas lendas da etnia Toshi Babaa” premiou os pernambucanos da Mundo Livre S/A  na categoria melhor grupo de Pop/Rock/Reggae/Hip-hop/Funk. O grupo, comandado por Fred 04 e que participou no movimento mangue beat, lançou o CD em 2011. O álbum "Iluminado”, de Domiguinhos, deu a Gilson Peranzzetta o título de melhor arranjador.
Fonte : G1.Globo.Com


sites do brasil

COMUNIDADE NO ORKUT

About